top of page

Do Click à Print Shop!

Como Lisboa me inspirou a criar posters para decorar a sua casa.


Neste post, você verá algumas imagens do meu querido Portugal. Foram fotografadas ao longo dos 5 anos que estou aqui. Depois de ver esta coleção, desejo que pelo menos uma dessas lindas fotografias possa decorar sua parede e começar a fazer parte de sua história.


Por que, o que, como?

Assim que toquei meus pés em Portugal, senti o vento abundante de liberdade. Morei minha vida quase inteira no Brasil, e apesar de ser um país belíssimo, me sentia limitada e insegura.


A liberdade para o exercício da minha criatividade foi o presente que Portugal me deu.


Tenho dentro de mim um espírito muito aventureiro e já nos primeiros meses conhecia bem a cidade de Lisboa e outros lugares. Fiz um curso sobre a história de Portugal, li livros sobre seus Reis e Rainhas, visitei prédios e monumentos construídos pelos que por aqui já passaram. Visitei suas praias, senti o frio da água, o vento gelado, e aprendi a admirar esse país que foi por séculos um dos maiores desbravadores dos mares.


A capital, Lisboa, tem muito orgulho de si, afinal, de vários pontos da cidade podemos admirar seus telhados cor de barro. Também exige boa forma, o visitante para a conhecer como se deve, tem que exercitar o corpo, mas também a memória para lembrar dos seus tantos mil anos de história.


Nestes 5 anos, incentivada e inspirada pela sua beleza, fotografei Lisboa. Fotografei todos os cantos por onde passei. Pude finalmente sentir a companhia da minha câmera, pois um fotógrafo, nunca deveria se sentir sozinho, a câmera é nossa amiga, companheira fiel da nossa jornada. Com ela, explorei essa cidade de arquitetura notável com suas cores art déco e design, curvas por onde passam os elétricos, esquinas, escadinhas intermináveis e miradouros. Junto comigo, além da câmera, a luz, e que luz! Lisboa tem uma luz absolutamente magnifica (me desculpem o exagero, mas foi preciso).



Fotografar a cidade, é capturar a essência da vida cotidiana, reagir rapidamente a situações imprevistas e mudanças de luz. E claro, ser discreta. Também é perceber onde essa luz maravilhosa incide, a sombra que se forma, é saber quando as folhas caem e as flores aparecem. Aprendi aqui o fluxo das marés, a direção do vento, a aproveitar os reflexos depois de um dia de chuva. Tudo fotografado e muito mais para fotografar. É arte.


Por final, a edição. Aqui eu coloco meu olhar. Transformo aquilo que fotografei naquilo que vi. A beleza da fotografia está aí, em saber produzir em uma imagem, minha visão do mundo e compartilhá-la.


Se você tem uma parede branca em sua casa, então você precisa de uma fotografia.

Que seja aquela que você mais gostar.


Visite aqui minha Print Shop.


Clau Pereira


0 comentário

Comentários


bottom of page